cidadegospel

sábado, 1 de julho de 2017

Caso Gabrielly: família desconfia de crânio encontrado e pede exumação

A Polícia Civil de Feira de Santana informou recentemente que continua com as investigações para identificar e prender o autor da morte da garota Gabrielly Gomes, 7 anos, que desapareceu no dia 21 de janeiro deste anos, enquanto brincava na porta de casa no bairro Gabriela. No dia 26 de abril, a polícia informou que um crânio encontrado em um terreno baldio na Avenida de Contorno, próximo do conjunto Feira IX, era da criança.

Ainda de acordo com a polícia, exames realizados no crânio comprovaram a compatibilidade com a garota, mas um novo capítulo surgiu sobre o caso.

Familiares de Gabrielly procuraram o advogado Ederson Giacomose Reis, solicitando a exumação do crânio, que foi enterrado no dia 28 de abril. Segundo o advogado, Joilson Santana, pai da criança contou que ao comparar fotos da menina com o crânio, notou diferenças na arcada dentária. O pai disse ainda que a menina estava em processo de troca de dentição e faltavam alguns dentes, enquanto o crânio aparece com todos os dentes.
“A família me procurou e me mostrou uma foto de Gabrielly e do crânio dela, onde o pai observou a foto tirada em dezembro, 26 de dezembro, e do crânio, e ali, na foto estão faltando dois dentes, que seriam as duas ‘presinhas’ (caninos) e os dentes são curtinhos. Nós ingressamos com uma ação de exumação do crânio da menina para que venha fazer uma nova perícia pra ver se constata se realmente é dela, porque pela foto e pelo crânio encontrado, a dentição encontrada, comparando com o dente da menina, visivelmente não é”, disse o advogado Giacomose.

Veja o vídeo


O pedreiro Joilson disse para o repórter Sotero Filho que está esperançoso que o crânio não seja da filha Gabrielly e questionou sobre os dentes que faltavam quando a foto foi tirada no final de dezembro, enquanto o crânio aparece com a dentição completa. "Estou com mais firmeza que minha filha tá viva. Comparando as fotos, mostra que aquele crânio não é dela", diz o pai.

O advogado explicou que a ação já foi encaminhada para a juíza Márcia Simões, que vai solicitar a documentação do caso à delegacia responsável pelo caso e apreciar se determina ou não, a exumação do crânio.  De acordo com ele, não há uma data específica sobre a decisão da justiça.

Paralelo ao pedido de exumação, a polícia informou que a Força-Tarefa continua investigando o caso e existe a suspeita de crime sexual.


Blog Central de Polícia, com informações de Sotero Filho e imagens reprodução.



Nenhum comentário:

Postar um comentário