cidadegospel

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Carga de cosméticos é recuperada em Alagoinhas; grupo também agiu na região de Feira de Santana

Poucas horas depois do roubo de uma carga de cosméticos avaliada em R$ 68 mil, investigadores da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), de Alagoinhas, recuperaram, na terça-feira (11), a carga e o caminhão, tomados de assalto no Centro de Abastecimento, daquela cidade, e prenderam quatro integrantes de uma quadrilha especializada em roubo de carga.

O delegado Rodrigo Brito, titular da DRFR/Alagoinhas, informou que o motorista do caminhão que transportava a carga procurou a unidade policial informando que havia sido abordado por três assaltantes quando estava enchendo o balão de ar do caminhão. Além do veículo, o grupo levou folhas de cheque e o celular do caminhoneiro.

As equipes da DRFR/Alagoinhas e da 2ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Alagoinhas) iniciaram imediatamente as diligências e conseguiram prender quatro criminosos, no entrocamento da Buricica, em Alagoinhas, quando a quadrilha se esperava para passar a carga para outro caminhão Mercedes Benz, de Placa NTP-3846.
Ícaro Gomes da Conceição, de 21 anos, Flávio Mendes Félix, de 24, Fernando Mendes Félix, de 25, e Carlos Antônio Santos da Paixão, de 32, foram presos em flagrante. A carga de cosméticos foi encontrada abandonada na cidade de Catu, no povoado Dos  40 e apresentada na Delegacia Territorial (DT), local.

Os quatro confessaram saber a origem ilícita da carga a apontaram outros cinco comparsas envolvidos no esquema. Eles estão sendo procurados pela polícia. Ícaro, Flávio, Fernando e Carlos admitiram a participação em roubos de carga na região de Feira de Santana e confessaram também o roubo de uma carga de farinha de trigo, em Alagoinhas, no mês passado.

A vítima do roubo de farinha reconheceu os quatro na unidade policial e eles foram autuados em flagrante por assalto e formação de quadrilha, ficando custodiados na carceragem do Complexo Policial de Alagoinhas, à disposição da Justiça.

FONTE: SSP/BA, com imagens da PC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário