cidadegospel

terça-feira, 25 de abril de 2017

A interminável Lagoa Grande

O primeiro e fundamental passo foi dado: a Lagoa Grande foi salva, em um belíssimo trabalho do governo petista.  O local, entretanto, ainda não caiu nas graças do feirense. Inicialmente, por problema de segurança, que melhorou com a presença de uma Unidade Móvel , da PM, por lá, embora ainda não tenham aparecido os triciclos prometidos. Se não houver segurança maciça, não haverá público.

Outro motivo é que o esgotamento sanitário se arrasta, apesar das promessas da Embasa, o que produz um cheiro desagradável,  em certos momentos. Um terceiro é a falta de urbanização, após ter sido anunciado que seriam necessários 3000 árvores.  Sem árvores não há clima ameno, nem se cria o afeto da interação. Por último, falta disciplinar o entorno, regulando o perfil de ocupação e estimulando para que o comércio em volta se torne de lazer e compras.

O Estado diz que a Prefeitura não quer fazer manutenção; a Prefeitura diz que só assume com o esgotamento realizado. Enquanto disputam, o feirense vai ficando sem seu Parque. É morrer de sede na beira da lagoa.  

Por: César Oliveira (Tribuna Feirense)

Nenhum comentário:

Postar um comentário