cidadegospel

sábado, 28 de janeiro de 2017

Técnicos da Caixa vistoriam casas no Parque Lagoa Subaé

Após denúncia feita pelo grupo Folha do Estado, sobre a falta de estrutura na construção de casas na Rua Celina, no Bairro Parque Lagoa Subaé, no início do mês de janeiro, os moradores receberam a visita de um grupo de técnicos, enviados pela Caixa Econômica Federal, para avaliar e produzir um relatório sobre a situação dos imóveis.

De acordo com o morador Francisco Teixeira de Araújo Neto, que teve sua casa avaliada pela comissão, informou que mesmo não tendo acesso ao resultado final do relatório, a fisionomia dos técnicos foi de perplexidade diante da situação que eles estão vivendo. “Diante da experiência deles, no olhar já conseguimos perceber tanto deles, que são da empresa de engenharia, quanto dos responsáveis da Caixa, eles ficam perplexos. Eles enxergam os problemas, os defeitos, porque estão visíveis”, diz ele.

O problema que já tramita na Justiça há quase cinco anos, recebeu mais atenção após os moradores pararem de pagar as parcelas do financiamento feito pela Caixa, para poder manter a casa e realizar reformas. É possível identificar sem dificuldades as deficiências estruturais. Rachaduras, piso cedido, além de mofo e infiltrações, são vistas a olho nu e tem prejudicado não só a estética da casa, mas também colocando a vida dos moradores em risco.

Segundo Francisco, essa foi à segunda visita realizada em oito dias. “A Caixa teve aqui na sexta-feira, 20, depois de cinco anos de um processo tramitando na Justiça Federal. A gente vem pedindo reforma para esses imóveis e só agora eles vieram aqui fazer esse check-up”, conclui ele dizendo que a situação é de descaso com os moradores, mas esperançoso de que sua situação possa melhorar.

Folha do Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário