cidadegospel

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Feira de Santana tem mais um final de semana sangrento

Por dois finais de semana seguidos, a Polícia Civil de Feira de Santana registra o mesmo números de assassinatos. Foram seis homicídios, além de um alto de resistência ( troca de tiros com a polícia). O município já registra no mês de maio, 36 homicídios.

Os homicídios começaram a ser registrados na última sexta-feira quando dois jovens foram executados. O primeiro crime teve como vítima José Carlos Rafel Machado, conhecido como "Boião", de 23 anos. Ele estava na rua Alagoas, no bairro Sobradinho, quando foi surpreendido por dois homens numa moto. O carona sacou uma pistola calibre 380 e deflagou quatro tiros contra Boião, que morreu no local.

O segundo crime do dia aconteceu no Alto do Cruzeiro. O percussionista Diego Costa da Luz, de 21 anos foi executado com vários tiros deflagrados por dois homens que ocupavam uma moto de dados ignorados. Segundo testemunhas, Diego pode ter sido confundido com outra pessoa e por isso foi morto.

As outras mortes ocorreram entre sábado e domingo. Josuel da Silva, de 17 anos foi assassinado num bar localizado no conjunto Viveiros. Ele tomava cerveja quando apereceram quatro homens num Celta Preto deflagando tiros em sua direção. O adolescente foi baleado mortalmente e outras duas pessoas ficaram feridas e foram socorridas para o Hospital Geral Clériston Andrade.

Luciano Santos Souza, 27 anos, morava na rua Áustria, no Caseb e foi morto a tiros na rua José Martins da Silva, no mesmo bairro. O crime foi cometido por dois homens que estavam de moto.

Desconhecidos
Outros dois homens também foram assassinados no final de semana e seus corpos permanecem sem identificação no Departamento de Polícia Técnica (DPT). São dois jovens aparentando ter entre 20 e 25 anos que foram mortos com vários tiros. Os crimes aconteceram na avenida Amaralina, no bairro Sobradinho e na avenida Presidente Dutra, no Centro.

Também encontra-se sem identificação no DPT, o corpo de um homem que morreu em troca de tiros com policiais militares no bairro Baraúnas. Segundo informações, ele teria cometido um assalto contra um mototaxista, que imediatamente acionou a polícia. Ao avistar a guarnição teria reagido à voz de prisão e terminou tombando.

Rivaldo Ramos, com informações do repórter Denivaldo Costa

3 comentários:

  1. nossa fico mim perguntando quando vai acabar a violencia em feira de santana espero que depois das eleicoes os candidatos escolhidos cunpra com seu compromisso de almenta a seguraça nu estado e pricipalmente em feira de santana

    ResponderExcluir
  2. Nossa Senhora! E eu fico ME perguntando quando vão parar de assassinar o PORTUGUÊS!!!Quem sabe se CUMPRIREM com as aulas na escola, parem de AUMENTAR a ignorância!!!Tem dó Nilton, vai estudar para fazer comentários!!!!!!!!E o nosso Estado continua NU de segurança e educação mas os bahianos continuam NO Estado!

    ResponderExcluir
  3. Concordo com a citação de Apptricke, estão assassinando o portugues, a culpa vem do msm, orkut, os jovens teem preguiça de escrever e ler.
    Quanto a violencia no Brasil, culpo a impunidade que impera, para quem foi criado o Direitos Humanos.
    Existe auxilio reclusão de 862,60 por cada filho do presidiario...O pai nao pode trabalhar. Parece Piada.

    Edy Ribeiro

    ResponderExcluir