cidadegospel

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Seap cria nova comissão para apurar conivência de funcionários de presídio em rebelião de 2015

A Secretaria Estadual de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap) deu prazo de 60 dias a uma nova comissão apurar a conivência de servidores na rebelião que resultou na morte de nove presos em maio de 2015 no Conjunto Penal de Feira de Santana.

Em portaria publicada nesta terça-feira (30), o titular da Seap, Nestor Duarte, substituiu os membros que faziam parte da comissão por outros servidores.

Os novos convocados têm a missão de apurar e definir as responsabilidades de três funcionários acusados. Segundo a Seap, há indícios de que dois deles tenham “deixado de observar normas legais e regulamentares, concedendo indevidas regalias” a presos “denominados de áreas livres”, vantagem que seria extensiva as visitas deles.

O fato teria influenciado na existência de tráfico de drogas e na entrada de armas no presídio. Eles também teriam permitido a atuação de falsos advogados no conjunto penal. Um terceiro servidor é suspeito de facilitar a entrada de armas no local, condições que favoreceram o estopim da rebelião. Ocorrida entre os dias 24 e 25 de maio de 2015, a rebelião deixou ainda quatro detentos feridos.  

FONTE: Bahia Notícias, com imagem reprodução.

Nenhum comentário:

Postar um comentário