cidadegospel

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Com quase 3 meses sem salário, funcionários da UPA do Cleriston Andrade suspendem atendimento

Os funcionários da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24h do Hospital Clériston Andrade informaram nesta segunda-feira (29) que vão suspender o atendimento para pacientes de fichas verdes e azuis (de menor gravidade) por tempo indeterminado, atendendo apenas casos urgentes.

De acordo com um informe divulgado pelo corpo clínico da UPA, a paralisação se deve por "inúmeras dificuldades", como o atraso de salário desde janeiro deste ano. Ainda segundo os funcionários, a equipe atua por muitos dias "desfalcada", com dificuldade de encontrar substitutos por conta do atraso do pagamento. O corpo clínico denuncia ainda que tem recebido uma demanda de atendimentos cada vez maior, com pacientes que não são de competência da UPA por conta da complexidade dos casos.

A equipe da UPA informou que só irá retornar o funcionamento normal após a regularização dos salários de fevereiro e março, e depois que a escala médica da unidade esteja completa. Os funcionários afirmaram ainda que, caso a situação persista, vão procurar "meios legais" para autorizar a suspensão total dos atendimentos.

"Lembramos que no próximo dia 05/06, já será a data limite para o pagamento referente ao mês de abril. Caso não seja honrado este pagamento até a presente data, novas sanções poderão vir por parte da equipe médica", completa o informe.

Fonte: Tribuna Feirense, com imagem reprodução.

Um comentário: