cidadegospel

sábado, 27 de maio de 2017

Acusado de matar filhos em incêndio participa de 1ª audiência no Fórum Filinto Bastos

O homem suspeito de matar cinco pessoas da própria família depois de incendiar a casa onde morava, na cidade de Feira de Santana,  participou nesta sexta-feira (26) da primeira audiência de instrução após a chacina. Gilson Jesus Moura, de 49 anos, que confessou o crime, pode ser levado à juri popular.

A audiência, realizada no Fórum Filinto Bastos, teve início por volta das 11h30 da manhã e foi finalizada no meio da tarde.

Gilson, que está preso desde janeiro, chegou ao local algemado, acompanhado por policiais. A audiência foi conduzida pela juíza Márcia Simões. Primeiro, foram ouvidas testemunhas de acusação e, em seguida, a magistrada ouviu o suspeito.

Familiares das vítimas acompanharam a audiência e disseram não entender porque o homem cometeu o crime.

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) pede a condenação do suspeito por homicídio triplamente qualificado, e também por tentativa de homicídio contra uma filha do suspeito que sobreviveu ao ataque.

O órgão também pede condenação por tentativa de homicídio e feminicídio contra a esposa do suspeito, que também é irmã dele, outra sobrevivente do atentado. A promotora Semana Cardoso classificou o crime como "muito cruel" e disse que já se tem provas suficientes para condenar o suspeito.

A pena dele pode pegar até 30 anos de prisão. O G1 não conseguiu contato com a defesa do suspeito nesta sexta.

Uma nova audiência está prevista para ocorrer no dia 30 de junho, quando mais testemunhas devem ser ouvidas. Depois disso, a Justiça deve definir se o homem vai a juri popular.

G1, com imagem reprodução.



Nenhum comentário:

Postar um comentário