cidadegospel

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Desafio da Baleia Azul é investigado pela polícia de Feira de Santana; caso foi registrado no Tomba

A Polícia Civil já está investigando um caso relacionado ao jogo Desafio da Baleia Azul em Feira de Santana. Uma queixa já foi registrada na 1ª Delegacia de Polícia, no Complexo Policial Investigador Bandeira, no Jomafa. O caso aconteceu no bairro Tomba.

Segundo informações, uma professora procurou ajuda da polícia depois que percebeu cortes nos braços da filha, uma adolescente de 14 anos. De acordo com a mãe, a jovem contou que a adicionaram em um grupo nas redes sociais e acabou entrando no jogo da ‘Baleia Azul’ e cumprindo uma das determinações cortou os pulsos.

Aflita com a situação, a professora resolveu denunciar o caso à polícia e espera que o caso seja investigado e evite que outras pessoas sejam influenciadas pelo jogo, que tem provocado mutilações e até suicídios.

Outro caso está sendo acompanhado pelo Conselho Tutelar de Feira, após um episódio registrado pela direção de uma escola da rede municipal. Uma aluna de 15 anos cortou um dos braços.

O jogo
O jogo da ‘Baleia Azul’, acontece nas redes sociais e começa com os usuários ouvindo músicas psicodélicas. Em seguida, propõe desafios macabros, como bater fotos assistindo filmes de terror, automutilar-se, ficar doente e, por último, cometer suicídio.

Um dos casos mais recentes aconteceu em Juazeiro, na Bahia, quando uma adolescente deixou uma carta revelando que iria cometer o suicídio, se jogando da ponte que separa os municípios de Juazeiro, na Bahia, e Petrolina, em Pernambuco. A garota cumpriu a promessa e o corpo foi encontrado por pescadores. De acordo com a perícia, havia sinais característicos de cortes nos braços da adolescente.

Alerta
Especialistas alertam os pais para que fiquem atentos  às mudanças no comportamento`dos filhos, como, Isolamento, mudança no apetite, o fato de o adolescente passar muito tempo fechado no quarto ou usar roupas compridas para se esquivar de mostrar o corpo.

Blog Central de Polícia, com informações de Denivaldo Costa e imagem reprodução.

Nenhum comentário:

Postar um comentário