cidadegospel

quarta-feira, 1 de março de 2017

Acusado de matar a ex-companheira em Feira comete suicídio em Serra Preta

O jovem Vinícius Oliveira Silva, de 24 anos, foi encontrado morto na manhã da última sexta-feira (24), na cidade de Serra Preta. De acordo com as informações, a mãe encontrou o jovem pendurado em uma árvore no quintal da casa. Segundo a família, ele estava depressivo e já tinha tentado tirar a própria vida.

Vinícius Oliveira era acusado de ter assassinado a ex-companheira Mara Rúbia Oliveira Freitas, na época com 25 anos, no dia 17 de dezembro de 2013, em Feira de Santana. Mara era natural de Riachão do Jacuipe e estava morando há cerca de um mês em Feira.
Depois de praticar o crime, o jovem logo se mostrou arrependido e caiu em depressão. Desde então ele vinha tentando se suicidar, mas era acompanhado de perto por familiares. “Eu estava depressivo, por isso cometi esse crime. No momento, eu me arrependi. Eu peço desculpas à família dela, que me deu muito apoio, mas eu acabei fazendo essa besteira. E para meus pais também que é muito sofrimento também para eles. Muito arrependimento”, disse ele, algum tempo depois, em depoimento à imprensa de Feira de Santana.

O CRIME

Mais um caso de separação conjugal acaba em morte. Vinicius de Oliveira Silva, de 21 anos, assassinou a facadas Mara Rúbia Oliveira Freitas, 25 anos, em Feira de Santana. O suspeito do crime tentou o suicídio, utilizando uma faca para cortar o pulso, mas foi encontrado com vida por policiais militares, sendo socorrido para o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA).
Segundo informações da polícia, os dois estavam separados há cerca de um mês e Mara Rúbia mudou-se de Serra Preta para Feira de Santana, onde estava morando numa casa alugada na rua Vasco Filho, bairro Sobradinho. 
Na manhã de segunda-feira (17/12/13), Vinicius saiu da casa de uma tia, em Feira, informando que ia ao psiquiatra. No período da tarde, a família desconfiou do sumiço dos dois e solicitou que a PM fosse até a casa de Rúbia, onde encontrou os dois esfaqueados. Segundo informações de peritos, a mulher foi morta por estrangulamento. 
No quarto onde ocorreu o crime, os policiais encontraram um exemplar da Bíblia Sagrada, aberta no capitulo 1 do livro de Eclesiastes com o inicio do seguinte narrativa. “ A vida é passageira’’.

Blog Central de Polícia, com informações do Interior da Bahia e arquivo.





Nenhum comentário:

Postar um comentário