cidadegospel

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Reforma da Policlínica do Tomba está perto de completar 1 ano e moradores reclamam do atraso

"De tijolo em tijolo, assim se faz a construção...''. Esse é um trecho da propaganda da Prefeitura de Feira de Santana, mas na prática os tijolos estão demorando de ser colocados em algumas obras, a exemplo da Policlínica Osvaldo Monteiro Pirajá, no bairro do Tomba, fato que tem gerado reclamações da comunidade. 
A prefeitura informou através do seu site que a reforma da policlínica vai aumentar sua capacidade de atendimento, mas já se passaram seis meses e pelo que se vê do local não há previsão de entrega.

Um vizinho, que não quis se identificar contou que um dos problemas enfrentados por quem procurava a policlínica é o exame de Raio X, que era feito na hora, e agora o paciente que chega no prédio provisório precisa ser enviado para passar pelo procedimento na UPA da Mangabeira.
Segundo informações, existe ambulância de plantão para transportar a pessoa, na unidade provisória, localizada na rua do México, mas demanda tempo e desgaste para quem precisa do atendimento de saúde. 

"Os pedreiros reclamam de atraso de pagamento na obra, que deveria voltar ou que deveria ser concluído em 6 meses, e já ultrapassou todos os limites'', completou um comerciante da área.

Tomando por base a inauguração da unidade provisória, no dia 28 de março de 2016, a reforma da Policlínica do Tomba está perto de completar aniversário de 1 ano.

Blog Central de Polícia. (atualizada)

Nenhum comentário:

Postar um comentário