cidadegospel

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Por falta de alunos, colégio de Feira extingue turno vespertino

Com quase 50 anos, o Colégio Estadual Agostinho Fróes da Mota teve seu turno vespertino extinto por falta de alunos. De acordo com o vice-diretor Manoel Aquino, são vários os motivos que afastam os alunos, como questão econômica, transporte e até segurança.

O vice-diretor enfatizou que os jovens acabam optando por emprego e que no período de chuva há uma grande dificuldade para os alunos se deslocarem da zona rural até a sala de aula. Ele informa que o colégio distribui frequentemente merenda nos seus turnos, além de livros e até fardamento de forma gratuita, além do vale transporte estudantil no qual os alunos têm 50% de desconto. "O turno já foi extinto, e os professores alguns deles com mestrados e outros iniciando o doutorado deverão ser encaminhados para outras instituições de ensino,'' pontuou. 

Segundo o professor, o caso ainda pode ser revertido, caso haja matrículas em número suficiente para o turno vespertino. Quanto ao período noturno, ele explica que o colégio oferece o  ensino para jovens e adultos (EJA); supletivo e Tempo de Aprender; e tem também salas de audiovisual para as pessoas que são deficientes, onde estão matriculados 30 alunos . 
Aquino reiterou o receio de que a extinção do turno vespertino possa se expandir, principalmente para o período noturno, por conta da violência em Feira de Santana. Ele diz que os alunos têm medo de retornar para suas residências, mas os desafios são superados com o auxílio da Policia Militar, através da ronda escolar.

Em contato com alguns ex-alunos,fomos informados que o turno da tarde costumava atrair indivíduos que se matriculavam para praticar atos ilícitos, mas que o problema já foi resolvido há muito tempo, embora os comentários permaneçam nas redes sociais.

O professor Manoel Aquino relata que a necessidade do trabalho, faz com que o jovem abdique da escola. "O jovem sem educação e sem emprego pode optar pelo caminho do crime", disse um dos alunos do turno da noite ao repórter Denivaldo Costa.
O alunos devem iniciar nas próximas semanas, uma campanha na rede social, com o intuito de reverter a extinção do turno vespertino e  evitar que o problema se estenda para outros turnos.  O grupo de alunos é composto por alunos de várias idades, que precisam estudar e sustentar a família através do trabalho.

As matrículas começam no dia 24 de janeiro e se estendem até o dia 31 do mês. O telefone de contato para matrícula é 3225-5190. O Colégio Agostinho Fróes da Mota fica localizado na rua Coronel Álvaro Símões, conhecida como rua do Fórum.

Blog Central de Polícia, com informações de Denivaldo Costa.



Nenhum comentário:

Postar um comentário