cidadegospel

terça-feira, 26 de abril de 2011

Guarda Municipal usa capacetes emprestados e jornalista questiona o uso de verbas


Em seu blog Oliveiradimas.blogspot.com, o jornalista Dimas Oliveira denuncia que prespostos da Guarda Municipal de Feira de Santana utilizam capacetes emprestados e questiona sobre o uso das verbas que o Governo Municipal recebeu até agora. Confira na íntegra, a nota do blog do jornalista:

Prepostos da Guarda Municipal com capacetes emprestados

A quantidade de denúncias que chega ao Blog Demais é grande. Nem todas são publicadas, por questões óbvias, como falta de provas. A mais recente, publicável, foi enviada por alguém que identificamos como "amigo M. J". Ele diz "mando-lhe informações verdadeiras e fácil de confirmar".

"Aos curiosos e preocupados com o destino do dinheiro publico: Ouvindo atentamente o programa de Carlos Geilson, na Rádio Subaé, o comandante da Guarda Municipal, falando na sexta-feira, 22, sobre as ações que a corporação iria desempenhar, referindo-se ao fechamento de bares na sexta-feira santa.

Até aí tudo bem. Contudo me chamou a atenção quando perguntado pelo radialista sobre as novidades da Guarda e ele citou o uso de capacetes na Micareta (capacetes de proteção usados pela Polícia Militar contra tumultos). Que bom, a Guarda está se aparelhando, imaginei. Mas fui procurado por dezenas de integrantes da Guarda e me informaram que esses capacetes, no total de 20, na verdade são emprestados da Guarda Municipal de Salvador.

É estranho, já que o Ministério da Justiça enviou uma verba de R$ 426,000.00, para ser usados na modernização da Guarda e até agora só foram comprados quatro veículos Siena, quatro motos Honda Broz, 60 coletes balísticos, e 20 detectores de metal, que por alto custariam cerca de R$ 226,000.00. Bem, se meu conhecimento em matemática não estiver errado, sobram R$ 200,000.00. Os capacetes custam em média R$ 160,00, cada. Se ainda existe essa verba mesmo, porque pedir emprestado equipamento de proteção individual de outra cidade? Existe alguma coisa muito estranha. Cadê o restante dessa verba?".

Central de Polícia, com informações do blog do jornalista Dimas Oliveira e foto ilustrativa

Nenhum comentário:

Postar um comentário