cidadegospel

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Embargo do IPAC chega atrasado em Feira; obra é fato consumado

A Prefeitura de Feira de Santana, como era esperado, não levou em consideração o embargo administrativo que o Instituto do Patrimônio Cultural da Bahia (IPAC) expediu para as obras de um ‘shopping center’ no Centro de Abastecimento, um imóvel público que substituiu uma feira livre que existiu há 40 anos atrás no centro da cidade.

Na verdade o embargo chegou com meses de atraso, quando a obra já avançou e já se constitui praticamente num fato consumado e portanto irreversível.

O projeto de desmonte do Centro vem sendo denunciado, pelo menos através desse Blog  e e outros canais de comunicação, desde o terceiro governo de Ronaldo quando anunciou um projeto que denominou de ‘Pacto da Feira’.

O embargo mais parece um ‘jogo-de-cena’ político para ‘fazer de conta’ que o Governo do Estado não ficou omisso ou conivente.

Fonte: Blog da Feira

Nenhum comentário:

Postar um comentário